sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Mais um ano! 19/08/2011

Mãe, hoje faz três anos que não a temos pertinho da gente fisicamente. Sinto sua falta? S-I-M. Mas posso dizer que, neste último ano, as coisas ficaram um pouco mais fáceis. Vivia repetindo mentalmente que aquele nó no estômago, aquele vazio, aquela sensação de que algo está errado e de que nunca mais seria a mesma coisa e que nunca mais poderia sentir a mesma paz, conforto e leveza que sempre senti iria passar pouco a pouco. E passa mesmo. O tempo...

sexta-feira, 27 de maio de 2011

A ausência justificada! 27/05/2011

A conversa minha comigo mesma:

E não é que sumi de novo?
Por favor, flor, explica como é que alguém que se compromete a deixar registrado um pouco das suas lembranças e, o mais importante, um pouco da vida das menininhas para deixar para elas de presente no futuro não senta e escreve com mais frequência?
Como?
Explica pra elas, explica. ...

sexta-feira, 29 de abril de 2011

A casa marrom e o Dia das Mães! 29/04/2011



Carta para minha mãe:
Mãe, o dia das mães está chegando e como não posso pular esta data e nem me esconder estou aqui ,daquele jeito, sem saber direito o que fazer. Mas mãe, eu queria te confessar uma coisa: este ano não estou triste pela sua ausência. Estou brava. Não quero mais ficar triste. Cansei de ficar triste. Cansei de querer a sua presença em nosso dia a dia. Cansei. E já que estamos desabafando...

quarta-feira, 23 de março de 2011

Uma canção que ajuda! 22/03/2011


Hoje vou postar uma música que foi e é minha música de cabeceira no processo de dor pela morte de minha mãe.
O fato: dois anos e sete meses depois, já posso dizer que vejo o sol brilhar de forma mais completa. Às vezes não sinto seu calor de forma totalmente completa, mas só de poder vê-lo em toda sua beleza e sentir seus raios de comforto em muitas e muitas situações, já me me sinto mais feliz, mas curada. E isso é uma vitória porque...

terça-feira, 22 de março de 2011

A convidada do jornal! 21/03/2011

Eu tenho um outro blog (Coisas de Luciana) que escrevo outras coisas sem ser as relacionadas `a maternidade. Hoje eu fui escrever lá já que não teria nada a ver com esse universo daqui, mas não deu. Acabei voltando à linguagem de mamãe apaixonada no final. Então, dê uma olhadinha por lá:

A convidada do jornal! 21/03/2011 (Clique aqui)

Minhas menininhas: se um dia vocês estiverem lendo isso aqui (já que esse blog é para vocês mesmo), o jeito da mamãe falar por lá é menos doce do que o jeitinho daqui, mas é que somos várias pessoas em uma só. Aquela lá é um pouquinho mais ácida, crítica e sarcástica. Mas essa sou eu, a mistura das duas e é lá que eu coloco o que me irrita para fora e outras coisas legais também. Somos plural e ainda bem! Sou doce, mas sou humana também.
PS: a mamãe nunca fala palavrão, viu? Só às vezes, só quando fica muito irritada e sempre longe de vocês e de quem não conhece a mamãe bem na intimidade. Mas vocês NÃO podem falar, viu? :)

quarta-feira, 16 de março de 2011

Minha principal missão! 16/03/2011

Ai que vida boa...
Sem nada pra fazer a não ser curtir o dia só fazendo o que se gosta, com quem se gosta...
Seria bom, não seria? Bem, tivemos uns dias assim. Fomos para a praia em plena época de trabalho. Foi a primeira vez que viajamos em uma época assim e foi muito bom. Sem o stress de época de festas e férias...

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O aniversário do vovô das menininhas Ana! 05/02/2011


Dia 5 foi aniversário do vovô das menininhas Ana. Nada de especial: um bolo, velas da ano passado, dois presentes, as menininhas, a menininha maior (euzinha), meu Ni e meu pai. Só isso! E o melhor: estávamos felizes!
Sentimos falta da minha mãe? Sim. Falamos disso? Não. Como sei então?

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

O exagero e a canção de amor exagerada! 02/02/2011


Esses dias uma amiga comentou em um site de relacionamento que estava com o coração na mão porque a filhinha dela de 5 anos tinha ido viajar no fim de semana com a avó materna. Ela estava em dúvida se isso era normal e disse que tinha que trabalhar esse sentimento.
Várias pessoas comentaram que se sentiam daquela forma também, mas que era algo inevitável, pois os filhos crescem e ficam cada vez mais independentes...

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

A menininha menor e a escolinha! 01/02/2011

Hoje foi o primeiro dia da Ana Julia na escolinha. Como me senti e estou me sentindo? Ah, não sei... Feliz? Sim! Ansiosa? Sim! Pensativa? Sim! Normal? Sim! ... Normal? Alguém pode perguntar, "Como assim?" É que deu tudo tão certo, tudo se encaminhou tão bem parece que hoje foi um dia como outro qualquer (mesmo que saiba de sua extrema importância). Ao levá-la para a escola hoje, a constatação óbvia de que meu bebê estava crescendo rápido demais me levou a refletir sobre inúmeras coisas. Mas vamos por partes...

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Carta para minhas menininhas: As perguntas sem respostas e a outra resposta! 18/01/2011



Queridas Ana Luisa e Ana Julia,

A mamãe está escrevendo essa carta hoje só para dizer que às vezes na vida, sem motivo aparente ou por milhões de motivos sem importância ou mesmo importantes, podemos nos sentir tristes, abandonados, não valorizados, não importante ou sozinhos...

domingo, 16 de janeiro de 2011

E a força deve florescer! 16/01/20111

Porque tudo tem a possibilidade de dar certo. E enquanto houver possibilidade, seja grande ou pequena, sempre há esperança. E é o que nos deixa mais fortes e sempre mais otimistas.
A outra vovó das menininhas Ana foi diagnosticada com aquela doença que todos têm medo/receio/raiva/ de dizer o nome. As chances são enormes, vai fazer cirurgia, vai retirar o que precisar e só então podemos saber se vai precisar de quimio ou radio. Mas com grandes chances ou não, a notícia desarma qualquer um...

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

2010...E foi mais ou menos assim... Parte 2! 15/01/2011

Já que não postei muita coisa em 2010,aqui vai uma retrospectiva de nosso ano baseada apenas nas fotos que tiramos. É meio longo, mas vale a pena ler. Foi feita com carinho para minhas menininhas e para quem nos tem com carinho...
2010

JANEIRO:Ano Novo em casa.Meia noite:meninas dormindo (oba!esse ano vai ser de dormir cedo...ah,tá). Almoço de Ano Novo na Vovó Irene e vovô Walter. Banho de chuva refrescante. Escola nova da mamãe Luciana.(se não ficar louca agora não fica nunca mais).Lemos bastante.Escovamos dentes em conjunto e com bagunça. Mamãe foi pra SP fazer curso e papai Ni foi junto.Assistimos jogos do Corinthians. Ano inteiro.Ganhando ou perdendo.Ficamos em casa à toa.Muuuuito.
Sair com as duas furacãozinhos? Não,obrigada.AnaJulia aprendeu a fazer arte muita arte. AnaLuisa já sabia, então a coisa ficou feia...

E foi mais ou menos assim... Parte 1! 13/01/2011


O tempo é algo engraçado. Achei que fazia pouco tempo que tinha vindo aqui pela última vez, mas isso aconteceu em outubro de 2010, mais especificamente, no dia 24. Faz muito tempo! E que pena não ter tido a chance de em 2010 cuidar deste meu cantinho que me é tão precioso da maneira que gostaria.

Adoro escrever, adoro colocar para fora o que povoa meu pensamento e coração. Me faz bem! Me faz bem há muito e muito tempo. Acredito que tinha uns 13 anos quando minha paixão pela escrita começou...