sexta-feira, 31 de julho de 2009

Coisas de Ana Luisa! Os 3 anos e as possibilidades! 25/07/09

Toda vez que eu procurava saber sobre alguma atividade para a Ana Luisa, a resposta era sempre a mesma: quando completar três anos (colônias de férias, ballet, natação infantil, inglês).
Dia 08 de julho ela completou três aninhos e as portas do mundo começaram a se abrir para ela.
Nao que eu queira essa tal da porta do mundo aberta assim tão cedo, mas algumas atividades são importantes desde que na dose certa e com prazer para a criança.
Não quero e não sou o tipo de mãe que pretende entrar na corrida louca das atividades já pensando no futuro profissional e pessoal da sua cria. Longe disso!
O que pretendo buscar são atividades prazerosas para ela, que possam atender suas necessidades de gasto de energia, de uso de sua criatividade inerente e que a deixem feliz!
É lógico que já há preocupação com coisas básicas e necessárias como aprender a nadar por exemplo já que pretendemos ter piscina em casa quando formos construir, mas há também as necessidades que devem ser planejadas e pensadas a longo prazo como a aprendizagem de idiomas por exemplo. E há também a preocupação de mostrar para ela desde cedo o prazer de se fazer algo que goste ou que seja importante e de também aprender a abraçar alguma atividade física e ter prazer com isso.
Haverá muitas obrigações na vida e se pudermos mostrar que o que parece obrigação para muitos pode ser prazer para outros, será melhor para ela . Depende do enfoque!
Eu acho que toda criança ao longo dos anos deveria ter a oportunidade de aprender a nadar, aprender outras línguas, aprender a apreciar arte, música e culinária, aprender que a leitura é um mundo lindo e envolvente, aprender a escrever (não digo escrever letras e sim pensamentos e idéias),encontrar um esporte que goste (ou dança) porque tudo isso ajuda a crescer com mais segurança, com mais garra, com mais ousadia, com mais possibilidades, com mais companheiros, com mais sabor!
Não sei como serão suas escolhas, mas gostaria de poder oferecer a ela, pouco a pouco, os caminhos para quem sabe facilitar essas futuras escolhas.
Mas acredito que tudo isso deva ser com prazer, focando o lado lúdico, da socialização, da interação, da alegria. Deve aprender a ser responsável e ter limites sim, mas deve ter a possibilidade de brincar muito, de se descobrir sem qualquer tipo de pressão.
Agora é a fase de brincar e de brincar de aprender (no bom sentido da expressão) e a criança aprende muito com isso. E nós adultos nunca deveríamos nos esquecer da importância do mundo lúdico para a criança.
Bem, escrevi tudo isso só para dizer que ela foi pela primeira vez a uma colônia de férias em uma escola de artes e A-D-O-R-O-U cada momento!
E eu?
Eu adorei que ela tenha gostado! Adorei ver sua carinha feliz!
Quem é pai ou mãe sabe que só isso já torna o dia mais feliz para qualquer adulto!

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Coisas nossas! A franjinha da mamãe! 20/07/09

E não é que a mamãe finalmente conseguiu o que achava que seria legal ouvir? (pelo menos um pouquinho para sentir o gostinho)
Pois é, já ouviu um estranho dizer:
"Nossa, como a sua filha parece com vc!"
Só isso já valeu o corte (e o estranhamento inicial ) na franjinha da mamãe! :)

terça-feira, 21 de julho de 2009

Coisas e desejos: Amizade! 20/07/09

Ontem, dia 20/07, foi o dia considerado o dia do amigo e esse dia especial para algo tão importante em nossas vidas me fez refletir sobre o que gostaria para minhas menininhas.
Sei que tudo o que posso fazer é desejar e dar a elas uma boa base e exemplo sobre as coisas da vida e principalmente sobre o respeito a tudo e todos.
Do resto, tudo é ainda um grande mistério: Quem serão seus futuros amigos? Encontrarão pessoas com uma base de vida e princípios parecidos com os nossos? Sofrerão com algumas amizades?
Nada é certo com relação ao futuro, mas posso e devo dar uma boa base e desejar que elas encontrem ao longo da vida bons e fiéis companheiros.
Às vezes, muito me preocupo sobre aonde vão estudar e que lugares vamos frequentar porque fico pensando que essas escolhas podem determinar quem serão seus futuros amigos e isso é algo essencial na vida de uma pessoa.
Sei que muita coisa não irá depender totalmente de mim, mas sei também que ainda não consigo deixar de pensar e refletir sobre isso. Aliás, sobre muitas coisas, como por exemplo: a melhor maneira de guiá-las, ensiná-las, desafiá-las (no bom sentido da palavra), tratar da saúde, educação, estímulos, disciplina, etc, etc,etc. Coisas que quem é pai ou mãe pensa e muito a respeito. E como pensa!
Mas procuro fazer o melhor e espero de coração que encontrem ao longo da vida pessoas que as façam sorrir ao chamar de amigo ou amiga. Espero que encontrem bons amigos para todos aqueles momentos quando eu não puder estar ao lado delas diretamente. Ou se elas assim o preferirem.
Isso me dói, mas eu sei que chegará um dia que eu não serei essencialmente a número um na vida delas. Daí a importância de sermos um porto-seguro para elas! Daí a importância de amigos e amigas do coração!
Ah, e espero também que encontrem em seus namorados e maridos um amigo também porque aí a vida se torna quase perto da perfeição. Mesmo que às vezes, as coisas não saiam como planejadas ou sonhadas.
Amigo: alguém para nos fazer sentir especiais em pequenos ou grandes momentos. Alguém para compartilhar momentos bons e tristes, alegrias ou tristezas. Alguém para quem retribuir tudo isso seja não só satisfatório, mas essencial.
Amigo: aquele que dá mais cor e som aos anos de nossa vida.
Que elas possam ter amigos do coração!

sábado, 18 de julho de 2009

Coisas de Ana Luisa! A franjinha! 17/07/09

3 anos e 9 dias. Esse foi o tempo que a Ana Luisa levou para cortar pela primeira vez seu fofo cabelinho (melhor dizendo, sua fofa franjinha).
Ela não chupa chupeta! Ela não usa mamadeira! Ela não usa fralda (só a noite por insistência da mamãe)! Ela toma banho sozinha (ou acha que toma, pelo menos)! Ela já vai para a escolinha! Ela já tem idade para começar a fazer inglês, natação ou balé! Mas nunca tinha cortado o cabelo!
Por que levamos tanto tempo para fazer isso?
Primeiro porque ela nunca teve tanto cabelo assim. Era bem ralinho quando bebê e quando começou a crescer a gente foi deixando, ficando feliz com a novidade e deixando.
Aí, começamos a amarrar com uma xuxinha, depois com mais cabelo com duas xuxinhas, aí a irmãzinha nasceu e os dias voaram!
E agora, com o cabelo já incomodando, eu dei a idéia a ela (é a melhor tática com essa menininha que sabe o que quer aos 3 anos) e ela já não falava em outro coisa!
Ah, mais uma etapa a caminho do crescimento...
Sei que parece uma coisa banal, mas ao cortar seu cabelo pela primeira vez, senti minha menininha crescendo e se desprendendo de mim pouco a pouco, se tornando cada vez mais um indíviduo.
E eu ali, ao lado dela, lembrando em um flash todos os nossos momentos tão juntas, até aqueles na barriga comigo.
Sei que pouco a pouco sua independência só vai aumentar, mas mesmo quietinha
(e sem tirar tantas fotos) eu espero participar de todos os seus grandes momentos.
P.S. Sei que todos os pais acham seus filhos as coisas mais lindas e preciosas do mundo, mas eu preciso falar: eu adorei ela de franjinha. Ficou uma fofa!

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Carta de aniversário para a Ana Luisa! 08/07/09

Nossa querida Ana Luisa:
Ontem a noite nós, a mamãe e o papai, estavávamos vendo você dormir e não pudemos evitar de pensar em o quanto somos apaixonados por você!
Ficamos maravilhados com o quanto você cresceu e com o quanto te amamos!
Literalmente parece que foi ontem que descobrimos que você existia na barriga da mamãe e hoje você está uma mocinha que já sabe o que gosta e quer, já sabe andar de bicicletinha, já sabe ir ao banheiro, já sabe e adora ver o AEIOU das palavras e identificá-las, já sabe que um dia você foi pequenininha (antes você ficava brava se disséssemos isso), já sabe que tem que esperar (mas ainda fica angustiada), já sabe usar o plural das palavras (e fica linda mesmo quando usa alguns de forma diferente do padrão), já sabe direitinho o que é ficar triste, saudade e carinho (tudo tão abstrato até para nós adultos), já sabe contar até 10 em inglês e na ordem certa (mesmo que erre às vezes em português), já sabe que tem que falar baixo quando sua irmãzinha está dormindo (mesmo que seu cochichar seja ainda alto), já sabe tanta coisa que eu e o papai ficamos surpresos com o seu crescimento.
Mas tem algo que nós gostaríamos que você soubesse mais ainda do que tudo: nós te amamos de verdade!
Estou falando daquele amor verdadeiro, intenso, real, simples e extremamente poderoso.
Nós te amamos e sempre, mas sempre mesmo, estaremos do seu lado apoiando, educando, segurando sua mão.
Não poderemos te proteger de tudo e de todos para sempre (mesmo que isso seja o que mais queremos), mas quando um dia você precisar de colo e conselho, estaremos aqui, quando um dia você precisar de alguém para te mostrar um outro lado, estaremos aqui, quando um dia você precisar ouvir até o que não gostaria, nós estaremos aqui!
Estaremos aqui para te amar, dar colo, dar chão e esperamos compartilhar muitas alegrias em sua vida!
Saiba que nem tudo será fácil na vida, nem sempre tudo vai estar de acordo com suas vontades e desejos, nem tudo será sempre fácil conosco, mas lembre-se em qualquer momento que te amamos e que Deus nos ama e nos acompanha em todos os momentos também!
Desejamos uma vida rica em alegrias para você! Muito amor, fé e esperança!
Lembre-se: a vida poderá ter a cor que você sonhar, basta acreditar e não desanimar em momentos difíceis!
Você sempre estará em nossos corações e estaremos sempre no seu!
Sua irmãzinha já te ama e vai te amar cada dia mais assim como nós te amamos!
Seja feliz na mesma intensidade que vocês nos fazem felizes!
Feliz aniversário de 3 anos!

terça-feira, 7 de julho de 2009

Dia especial! 07/07/09

Hoje, dia 07/07, é um dos nossos dias especiais como casal e família!
Engraçado como temos tantas datas especiais...
Engraçado como temos tantos rituais...
Há quem não goste disso...
Há quem ame isso...
Aqui em casa, amamos!
Hoje comemoramos nosso casamento civil!
Friozinho de inverno, sol lindo lá fora e muita alegria por nossa estória e por tudo e todos que temos.
Claro que não não haverá jantar romântico como antes das meninas, mas temos um ao outro e não é que isso já é mais do que suficiente?
Ah, e temos nossas menininhas que sozinhas já nos fazem sempre agradecer!
Ni, obrigada por fazer parte de minha vida, obrigada por fazer parte de minha estória e muito obrigada pelo presente maior: nossa família!