quinta-feira, 28 de maio de 2009

Carta para minha bebezinha! 27/05/09

Minha pequena,

Dia 27/05/09, você completou 8 meses. E como sempre, paro para pensar em como o tempo voa para quem tem filhos.

O primeiro mês, não vou mentir, parece que demorou uma eternidade. A gente se adaptando a você e você, coitadinha, se adaptando a nós. Não deve ser fácil ter um lar quentinho e tranquilo por 9 meses e de repente estar às voltas com tanta agitação, com tanta coisa diferente. Tudo era novidade para você e acredite para nós também. Por mais que já tínhamos tido uma bebezinha dois anos antes (sua linda irmãzinha Ana Luisa), cada bebê é diferente e frágil e desperta em todo mundo todo o cuidado possível. Mas fizemos o possível e o impossível para você não sentir tanto esse ajuste difícil. A gente te embalava, te envolvia no abraço, no cueiro, e no que mais desse para você sentir aquele conforto apertadinho da barriga da mamãe. A gente cantava para você e te segurava quentinha no colo o máximo que podíamos, tudo para você ter certeza que aqui era um lugar gostoso. E o mais importante, cheio de gente que te amava, ainda te ama e para sempre vai te amar!

O segundo mês foi bem mais fácil para todos e você já esboçava no olhar e em seu rosto que as coisas já estavam mais fáceis. Já olhava prestando muita atenção! Seu olhar nessa época era como um sorriso para mim!

O terceiro mês foi perfeito. Você já interagia bastante, já sorria bastante, já vivia mais seus dias sem ficar dormindo tanto quanto antes! Se estava de bruços já virava para ficar de barriguinha para baixo. E tudo isso mesmo antes de completar 3 meses. Foi nesse mês que fomos viajar para passar o Natal em Bonito. Foi tudo tão gostoso! Amamos ter viajado com vocês!

O quarto mês foi o começo do despertar para tudo. Já virava e levantava bem o pescocinho para ver o mundo e já tinha descoberto seu lindo pezinho. Ele virou seu brinquedo favorito (tudo isso mesmo antes de completar 4 meses).

Quando você completou 4 meses e assim iniciou seu quinto mês nesse mundo conosco, tudo começou a passar mais rápido ainda. Parece que foi literalmente ontem que você sentou pela primeira vez no carrinho. Você estava começando a usufruir mais e mais da sua pequena independência.

No final do sexto mês, ainda com 5 meses (um dia antes de você completar 6 meses) você começou a engatinhar. Minha lindinha, tenho que dizer que depois disso, as coisas nunca mais foram as mesmas por aqui. Você tinha começado literalmente a bater suas lindas asinhas de bebê. Exatamente como a sua linda borboletinha!

No início do sétimo mês ( quando tinha recém completado 6 meses), você ficou em pé no seu bercinho. Aí percebemos realmente que você estava crescendo muito rápido e que já tínhamos que abaixar o estrado do seu berço. E no final desse mês já subia apoiada nos móveis. E minha linda, acho que você não percebeu que tinha só 6 meses (quase 7) porque vivia querendo fazer isso! Você estava querendo bagunçar junto com sua irmã, estava querendo tirar os dvds da estante igualzinho sua irmãzinha também já fazia nessa idade!

No início do oitavo mês com você aos 7 meses engatinhando para todo lado, senti saudade de minha bebezinha, pequenininha, frágil, quietinha, mas fiquei muito feliz por suas conquistas. E sabe por quê? Porque estava estampado em seu olhar, em seu sorriso e em seu corpo que tudo aquilo era extremamente fascinante para você. No final desse mês, aos 7 meses (quase já fazendo 8) você começou a soltar as mãos um pouquinho depois de subir apoiada em algum lugar ou pessoa. Você estava feliz da vida em testar seus limites. Começou também a levantar sozinha, sem apoio! Fazia isso, caía rapidinho, levantava de novo, tentava soltar, caía de novo, mas sempre feliz e nunca desistindo. Ah, e eu me esqueci, você já aplaudia seus feitos, já batia palminhas, já ficava extasiada com tudo isso. Na última semana do seu 7 mês, você soltou as mãozinhas e ficou 10 segundos sozinha em pé. Parece que o tempo parou naquele momento para você mostrar sua façanha a todos. Dava para ver a imensa alegria em seu olhar!

Dia 27, você fez 8 meses. Iniciamos o nosso caminho juntos nesse nono mês. No final desse período você fará 9 meses e daqui uns dias, quando eu menos esperar, será o seu primeiro aniversário. Sei que ainda faltam 4 meses para isso, mas do jeito que as coisas vão indo parece que se eu piscar já vai ser esse belo dia de comemoração!

Minha lindinha, espero que esse novo mês seja como sempre tem sido: de muitas alegrias, de muito caos, de muito cuidado com você e sua irmã, de muitos tombos, de muitas tentativas, de muito aprendizado, de muita disputa por espaço, de muita saúde, de muita bagunça e de muita paz no coração em agradecimento pela vida de vocês.

Não me lembro de ter escrito uma carta assim a cada mês que você passou, mas acredito que resolvi escrever agora porque senti a necessidade de expressar meus sentimentos e de uma certa forma dar adeus ao meu bebê e dar boas vindas à minha menininha que a cada dia toma mais forma, cor e som.

Ana Julia, todos nós amamos você ontem , hoje e sempre! Amamos o bebê que você ainda é, amaremos a menininha que se tornará, amaremos a mocinha que um dia será e amaremos você quando for adulta!

Sempre e para sempre! Nunca se esqueça disso!

Beijos de todos aqui de casa: a mamãe, o papai, a irmãzinha e o vovô Agno. Sua vovó Jaci iria estar muito feliz de te ver tão feliz assim!

.

Um comentário:

Andrea e Gigio disse...

Saudades amiga.

Passei por um momento muito difícil, mas agora estou bem.